Área Técnica

03/07/2014

“Tecnologias Alternativas no Controle de Pragas e Uso Racional de Agrotóxicos”

A maneira insustentável pela qual a humanidade vem produzindo seus alimentos tem sido uma das principais causas da degradação do solo, da poluição das águas, das alterações nas concentrações dos gases atmosféricos e das doenças modernas. Neste contexto, a educação ambiental se constitui numa forma abrangente de educação, que se propõe a atingir todos os cidadãos, através de um processo pedagógico participativo que procura despertar nas crianças e na comunidade uma consciência crítica sobre a problemática ambiental e proteção dos nossos recursos naturais.

          Quando, na Cooperjuriti, se fala de meio ambiente, qualidade de produtos ,  ambiente de trabalho e responsabilidade social está se falando sempre do mesmo assunto. Envolve o bem estar das pessoas, sejam funcionários, cooperados, consumidores e toda a comunidade.

As pessoas que habitam o meio rural têm apresentado ações que não têm levado em conta o meio ambiente como um fator relevante no desempenho de suas atividades. A ação humana sobre o meio ambiente, no meio rural, tem sido devastadora, pois os agricultores imaginam que os recursos naturais são infinitos e as atividades agrícolas devem gerar lucro sem levar em conta a variável meio ambiente.

O objetivo do projeto encontra-se no esclarecimento das crianças,  sobre o que representa um desenvolvimento sustentável em que possa haver a interação entre a atividade produtiva e o respeito ao meio ambiente e busca interagir como uma contribuição para a formação da consciência social e agroecológica, com a população das comunidades, despertando nas crianças a consciência e a formação do senso crítico aos temas desenvolvidos referentes à fauna, flora, ar, água e solo e suas relações com o ser humano.

. Deve-se buscar esclarecer a toda a comunidade envolvida que os recursos naturais são finitos e que algumas catástrofes que atualmente vivenciamos são o resultado desta degradação desenfreada do meio ambiente.

O projeto de Educação Ambiental “Tecnologias Alternativas no Controle de Pragas e Uso Racional de Agrotóxicos” foi desenvolvido durante o primeiro semestre de 2013, na Escola Maria Konder, da localidade de Primeiro Braço, município de Massaranduba e integrou diversas turmas do nível fundamental da escola, com o apoio dos professores e da direção da escola. As aulas foram ministradas mensalmente nas próprias salas de aula e também algumas aulas práticas são realizadas em outros locais, fora ou dentro da escola. Foram utilizados materiais de apoio como retroprojetor, materiais explicativos, folders, exercícios de fixação, maquetes e visitas a locais ambientalmente corretos e na finalização do projeto houve uma socialização dos resultados do mesmo na comunidade escolar e também com a integração com outras escolas do município.

 

Cristiane M. Fiedler

Engª Agrônoma

 

Todos os direitos reservados ©. Cooperjuriti